Entenda como funciona o Tesouro Direto com liquidez diária para investir em títulos públicos com segurança e resgatar quando quiser

O Tesouro Direto é uma das opções mais populares de investimento no Brasil, oferecendo aos investidores uma maneira segura e super fácil de aplicar seu dinheiro em títulos públicos e com a vantagem de permitir o resgate a qualquer momento, o que garante maior flexibilidade e liquidez aos investidores.

No entanto, o resgate do Tesouro Direto pode ter impacto na rentabilidade do investimento, especialmente se ocorrer antes do prazo de vencimento do título. Por isso, é fundamental que os investidores tenham uma estratégia bem definida e estejam cientes dos riscos envolvidos em cada operação de resgate.

Ao mesmo tempo, é preciso considerar que existem diversas outras opções de investimento disponíveis no mercado, que podem ser mais adequadas para determinados perfis de investidores e objetivos financeiros. 

Você sabia que o Tesouro Direto tem Liquidez Diária? É isso mesmo, desde 2021 existe a opção de Liquidação de Resgates em D+0. Ou seja, o investidor que solicitar o resgate do Tesouro Direto receberá o dinheiro na conta no mesmo dia e não em 24 horas (D+1).

No entanto, esse resgate deve ser solicitado até às 13 horas de um dia útil. Do contrário, a liquidação será realizada apenas no próximo dia útil. A possibilidade de resgatar no mesmo dia é uma iniciativa para dar flexibilidade ao investidor. Dessa forma, fica muito mais fácil investir em Tesouro Direto, já que você pode retirar o dinheiro a qualquer momento.

Como funciona o Tesouro Direto?

Antes de tudo, o Tesouro Direto é um investimento de Renda Fixa, ou seja, você já sabe no momento de investir quanto vai receber no vencimento. Investindo em Tesouro Direto, você está comprando títulos de dívida pública. Em outras palavras, é como se você estivesse emprestando dinheiro para o governo realizar projetos com a garantia de pagamento de volta com juros.

Cada título tem um preço, um prazo e uma remuneração estabelecida. O preço do título é emitido pelo Governo Federal e o investidor pode aplicar até 1% desse valor, com um mínimo de R$30,00. Já a rentabilidade é baseada nos juros pagos ao investidor para financiar aquela dívida pública.

O vencimento é definido pelo Governo quando ele emite um título, nesse momento o investidor vai receber o valor acumulado com a rentabilidade.

As operações do Tesouro Direto podem ser realizadas todos os dias úteis durante o horário comercial, das 9h30 da manhã até as 18h.

Como investir no Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é o investimento mais seguro do mercado e é um dos mais fáceis de investir. Basta ser uma pessoa física com CPF e ter conta em alguma instituição financeira habilitada a negociar títulos públicos, ou seja, um banco ou corretora que pode atuar como agente de custódia do título financeiro.

Com uma conta ativa, você precisa solicitar cadastro no Tesouro Direto, feito pela própria instituição. Apresente os documentos necessários e receba uma senha da Bolsa de Valores (B3) para acompanhar o saldo e extrato dos investimentos no portal do Tesouro Direto. Feito isso, é só procurar o ativo desejado na plataforma de investimentos e investir.

Como investir no Tesouro Direto começando com R$30,00

Siga o passo a passo pelo Super App do Inter:

  1. Depois de fazer o login, vá até a opção "Investir";
  2. Em seguida, vá até a opção "Ver todos";
  3. Aparecerá as opções de investimentos, clique em "Tesouro Direto".
  4. Pronto! Escolha o título do Tesouro Direto que mais tem a ver com o seu perfil.

Caso não conseguir investir no Tesouro Direto, será necessário realizar o teste de Perfil de Investidor e aceitar o Termo de Adesão DTVM. Para isso, basta seguir o passo a passo:

  1. Abra o Super App e clique em Investir;
  2. Se for o seu primeiro acesso, você será convidado a fazer o teste automaticamente;
  3. Caso o teste não apareça, clique em Configurações (ícone de engrenagem);
  4. Depois clique em Perfil de Investidor e, na sequência, em Alterar.

A corretora de investimentos Inter Invest foi eleita pelo iBest como a melhor corretora digital do Brasil. Aqui você tem segurança e simplicidade para investir, além dos melhores papéis, inclusive títulos de tesouro direto com liquidez diária. Temos os ativos ideais para todo tipo de perfil.

Quer saber tudo sobre o Tesouro Direto, como funciona e como investir nesse tipo de investimento? É só dar o play no vídeo e conferir! 👆🏻

Como funciona o resgate do Tesouro Direto?

Se o pedido de resgate do Tesouro Direto for realizado em dias úteis entre 9:30h e 13h o crédito é disponibilizado no mesmo dia. Já se o resgate for solicitado em dias úteis entre 13h e 18h, o valor será creditado no dia útil seguinte.  

Se você investe pelo Inter, siga o passo a passo para fazer o resgate:

  1. Acesse o aplicativo do Inter e clique em "Investir";
  2. Na área da Inter Invest, selecione no topo "Ver carteira/Resgatar";
  3. Em sua carteira aparecerá todos os investimentos e escolha "Tesouro Direto";
  4. Agora é só resgatar e aguardar a confirmação.

No Inter, a gente recomenda manter seus títulos em carteira até o vencimento, exceto se estiver passando por uma emergência. Isso porque mesmo que o Governo Federal garanta a recompra dos papéis, você pode ter seus rendimentos afetados pela cotação do dia.

Quanto tempo demora para o resgate do Tesouro Direto?

Todos os títulos do Tesouro Direto têm liquidez diária, seguindo aquela regra: O investidor poderá solicitar o resgate até às 13h, em qualquer dia útil, e receber o dinheiro na conta no mesmo dia. Após esse horário, a liquidação será feita apenas no dia útil seguinte (D+1).

Caso os títulos negociados estejam passando por processo de precificação na plataforma, o resgate também só estará disponível no dia útil seguinte, e os preços e taxas praticados serão os da data de processamento da solicitação.

Já nos finais de semana e feriados, o resgate poderá ser solicitado em qualquer horário, mas a transação só será processada no dia útil seguinte, também de acordo com a cotação da data. O prazo anterior para operações em finais de semana e feriados era de 48 horas (D+2).

Quais são os tributos para resgatar o Tesouro Direto?

É necessário ficar atento ao na hora de declarar o Imposto de Renda do Tesouro Direto. Como seguem a tabela regressiva, quanto mais tempo você deixando rendendo, menor o imposto em cima da sua rentabilidade. Esse valor é retido na fonte, assim, quando o valor resgatado cai na sua conta, já foi descontado o valor do imposto.

Além disso, caso você solicite o resgate com menos de 30 dias da aplicação, é necessário pagar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Esse valor também é regressivo, de 96% no primeiro dia a isenção completando o primeiro mês com o investimento.

Vale a pena resgatar o Tesouro Direto antes do vencimento?

No Inter, a gente recomenda manter seus títulos em Tesouro Direto com liquidez diária em carteira até o vencimento, exceto se estiver passando por uma emergência. Isso porque, mesmo que o Governo Federal garanta a recompra dos papéis, você pode ter seus rendimentos afetados pela cotação do dia.

Porém, depende da estratégia e dos objetivos de cada investidor. Mesmo o Tesouro Direto passar por oscilações de acordo com o movimento do mercado. Assim, você pode ter prejuízos ou ganhos dependendo do momento que decidir resgatar o seu investimento.

Para avaliar se vale a pena resgatar antes do prazo de vencimento, é importante olhar para a marcação a mercado de cada título. Ou seja, a diferença do preço de compra com a venda no mercado de títulos. Mas vale lembrar que o Tesouro Direto é um título seguro que você pode prever os ganhos caso não venda antecipadamente.

Quem rende mais Tesouro Direto ou CDB liquidez diária?

O Tesouro Direto e CDB com liquidez diária são investimentos diferentes, cada um com suas próprias características e riscos.

O Tesouro Direto é considerado um investimento de baixo risco, como já vimos, e tem como principal atrativo a segurança, já que é garantido pelo Governo Federal. O rendimento pode ser fixo ou prefixado, dependendo do título escolhido.

Já o CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um título emitido por bancos e financeiras. Eles são considerados investimentos de renda fixa e também têm baixo risco. Os rendimentos são geralmente prefixados e pagos com maior frequência do que no Tesouro Direto.

O rendimento de ambos varia de acordo com o período do investimento, taxa de juros e outros fatores, por isso é importante analisar cuidadosamente as opções disponíveis antes de escolher.

Conheça os novos títulos do Tesouro Direto RendA+ e o Tesouro Educa+

O Tesouro RendA+ é um título público emitido pelo Tesouro Nacional do Brasil que complementa a aposentadoria. Ele é indicado para investidores que procuram rendimentos maiores do que os títulos convencionais. O Tesouro RendA+ é um tipo de investimento de Renda Fixa, em que se sabe exatamente quanto irá receber de juros, independentemente da variação das taxas do mercado.

Os títulos do Tesouro RendA+ são uma ótima forma de o investidor diversificar seu portfólio e gerar renda, além de ter risco relativamente baixo e fornecerem um fluxo constante de renda.

Já o Tesouro Educa+ busca oferecer uma fonte adicional de renda para financiar diversos tipos de estudos, seja para o ensino superior, especializações ou capacitações profissionais ao longo da carreira. Com aportes acessíveis a partir de R$30,00, o objetivo é proporcionar suporte financeiro em todas as etapas estudantis.

Gostou? Conheça mais sobre os títulos do Tesouro Direto e invista nos títulos públicos mais seguros do país.

Dúvidas sobre o Resgate do Tesouro Direto

Como funciona o resgate do Tesouro Direto?

Se o pedido de resgate do Tesouro Direto for realizado em dias úteis entre 9:30h e 13h o crédito é disponibilizado no mesmo dia. Já se o resgate for solicitado em dias úteis entre 13h e 18h, o valor será creditado no dia útil seguinte.

Se você investe pelo Inter, siga o passo a passo para fazer o resgate:

  1. Acesse o aplicativo do Inter e clique em "Investir";
  2. Na área da Inter Invest, selecione no topo "Ver carteira/Resgatar";
  3. Em sua carteira aparecerá todos os investimentos e escolha "Tesouro Direto";
  4. Agora é só resgatar e aguardar a confirmação.

No Inter, a gente recomenda manter seus títulos em carteira até o vencimento, exceto se estiver passando por uma emergência. Isso porque mesmo que o Governo Federal garanta a recompra dos papéis, você pode ter seus rendimentos afetados pela cotação do dia.

Vale a pena resgatar o Tesouro Direto antes do vencimento?

No Inter, a gente recomenda manter seus títulos em Tesouro Direto com liquidez diária em carteira até o vencimento, exceto se estiver passando por uma emergência. Isso porque, mesmo que o Governo Federal garanta a recompra dos papéis, você pode ter seus rendimentos afetados pela cotação do dia.

Porém, depende da estratégia e dos objetivos de cada investidor. Mesmo o Tesouro Direto passar por oscilações de acordo com o movimento do mercado. Assim, você pode ter prejuízos ou ganhos dependendo do momento que decidir resgatar o seu investimento.

Para avaliar se vale a pena resgatar antes do prazo de vencimento, é importante olhar para a marcação a mercado de cada título. Ou seja, a diferença do preço de compra com a venda no mercado de títulos. Mas vale lembrar que o Tesouro Direto é um título seguro que você pode prever os ganhos caso não venda antecipadamente.

https://static.bancointer.com.br/blog/author/images/156db65ab90348eab317f4385234d47c_renan-de-castro-inter.jpg
Renan de CastroGerente Executivo de Operações em Investimentos no Inter

Mestre em Economia e Finanças.

Gostou? Compartilhe
Assuntos relacionados
Cuidando do seu dinheiro
O que é Tesouro Direto e como investir

Se você procura rentabilidade maior que a poupança e tem perfil conservador o Tesouro Direto...

Leia mais
Para simplificar a vida Investir
O que é Tesouro Selic e como investir?

Entenda as características e vantagens do investimento! ...

Leia mais
Para simplificar a vida Investir
Tesouro RendA+: tudo que você precisa saber em 5 minutos

Saiba tudo sobre o Tesouro RendA+ o novo título de previdência do Tesouro Direto...

Leia mais
Para simplificar a vida Investir
Como investir no Tesouro Direto em 4 etapas simples

Descubra como investir no Tesouro Direto com cerca de R$ 30 e quais os tipos...

Leia mais
Para simplificar a vida Investir
O que é Tesouro Direto: invista nos melhores títulos públicos de 2023

Neste artigo vamos te contar tudo o que você precisa saber antes de investir no...

Leia mais
Para simplificar a vida Investir
Tesouro Educa+: o que é, como funciona e como investir?

O Tesouro Educa+ o novo título do Tesouro Direto...

Leia mais